Correio Feminino, de Clarice Lispector (ou Como seduzir)

Esse texto é direcionado para uma categoria específica de mulheres. Faço questão de enunciar esse prévio esclarecimento para poupar algumas leitoras de perderem o precioso tempo delas com um assunto que não lhes interessa. Portanto, aqui escrevo para aquelas que gostam de homens e desejam seduzi-los e conquistá-los. Caso, querida leitora, não se enquadre nesse tipo, aconselho parar a leitura por aqui. Certamente, você tem … Continuar lendo Correio Feminino, de Clarice Lispector (ou Como seduzir)

A ridícula ideia de nunca mais te ver

Não pude acreditar que aquela mulher estranha o tivesse em mãos. Ao entrar na clínica e me deparar com a cena que descreverei não consegui controlar o ciúme, o mesmo que brotou no coração de Bentinho quando ele, ao acompanhar de longe Capitu, enquanto ela dançava num baile, imaginou que outros braços de homens roçavam os dela. Mas eu não imaginei. A cena que vi … Continuar lendo A ridícula ideia de nunca mais te ver

O pecado da inveja

É impossível discorrer a respeito da inveja sem antes voltar ao começo dos tempos para falar a respeito dos irmãos, personagens bíblicos, cuja relação culminou no primeiro homicídio do qual temos notícias. Caim e Abel dirigiram-se a Deus com as suas oferendas, no entanto apenas uma foi aceita. O Criador rejeitou a oferta de Caim, o que o fez revoltar-se tanto contra Deus quanto em … Continuar lendo O pecado da inveja

O fracasso da mulher moderna

Amigas desde os tempos do colégio, quem as conheceu unidas e inseparáveis jamais suporia vê-las tão distantes uma da outra. Inútil dizer que eram como irmãs para explicar o sentimento que as aproximavam. É que, entre irmãs, nem sempre há tantas confidências reveladas sem que o peso da disputa de atenção e de afetos arranhe a relação. Entre as amigas não havia competição, pois os … Continuar lendo O fracasso da mulher moderna

Quando a culpa é das instituições, ninguém é culpado

Fui instada por um amigo a responder uma pergunta sobre a qual meus escassos conhecimentos históricos jamais poderia alcançar a certeza e a precisão de uma resposta digna de consideração ou nota. Perguntou-me ele o que penso sobre o dever que a Igreja Católica tem de emitir um pedido público de desculpas por ter corroborado com a escravidão. Segundo ele, a instituição manteve escravos em … Continuar lendo Quando a culpa é das instituições, ninguém é culpado

O preço da diferença

Domingo não era um dia qualquer como todos os outros em que as crianças se ocupavam dos afazeres estudantis e de suas brincadeiras repetidas ou inovadas. Domingo era um dia festivo e dos mais esperados, pois passado um tempo após o meio dia, a meninada dirigia-se saltitante para a sorveteria com os seus centavos minuciosamente contados e à conta para comprarem exatamente duas bolas de … Continuar lendo O preço da diferença

A paixão segundo G.H., de Clarice Lispector

Antes de adentrar à narrativa desse livro, Clarice Lispector emite uma espécie de comunicado, dirigido a possíveis leitores, para informar-lhes sobre seu desejo de que ele seja lido apenas por pessoas de alma já formada. Essa informação é uma espécie de filtragem pela qual devem passar os possíveis leitores, para que eles saibam se têm condições de acompanhar a personagem G.H. em sua incrível trajetória … Continuar lendo A paixão segundo G.H., de Clarice Lispector