Das vantagens de ter um cão

Preciso contar para vocês sobre um episódio que aconteceu nesse domingo. Acordei, li durante as primeiras horas da manhã, fui à academia de ginástica, missa das onze, almocei e, como de costume, parei num lugar para ler um livro e tomar um café. O livro a que me refiro é A negação da morte, de Ernest Becker, e o trecho em que debruçava-me com toda … Continuar lendo Das vantagens de ter um cão

Como fui parar num divã

Há algum tempo, talvez por considerar-me apta a lidar com os revezes da vida, recebi alta da psicóloga, com quem encontrava-me quinzenalmente. Entretanto, acertamos que, em caso de surgimento de quaisquer eventualidades nas quais eu enfrentasse dificuldades para resolver pelas minhas próprias vias, eu daria um grito pedindo socorro com a finalidade de voltarmos a nos ver. Quando estava numa roda em que a discussão … Continuar lendo Como fui parar num divã

Piedade pra essa gente careta e covarde!

Blues da piedade é uma composição de Cazuza, lançada em 1988, no disco Ideologia. Trata-se de uma das melhores músicas dele, que, na minha visão, sempre foi melhor poeta que intérprete. Tenho um certo fascínio pela lucidez de seu raciocínio e sentimentos e também pela forma como apreendeu a atmosfera da hipocrisia que reinava a seu tempo. Por incrível que pareça, a mesma hipocrisia que … Continuar lendo Piedade pra essa gente careta e covarde!

Primeiro, o homem; depois, a Literatura

Ao ser questionada sobre se tivesse que escolher entre a Literatura e a maternidade, Clarice Lispector respondeu, quase sem pensar, que nascera para ser mãe. Sou muito maternal – disse ela. Como não tenho a experiência de possuir filho, essa mesma pergunta não me poderia ser feita. Mas, quem sabe essa: Caso tivesse que escolher entre a Literatura e o homem que ama qual seria … Continuar lendo Primeiro, o homem; depois, a Literatura

Junho colorido (ou Combate à homofobia)

Diante da diversidade e da multiplicidade de tudo o que existe ao nosso redor, não restam dúvidas que é evidente conceber entre nós muito mais diferenças do que igualdades. A despeito de sermos seres humanos constituídos dos mesmos materiais e substâncias corpóreas, o que de certo modo nos iguala, cada pessoa possui inúmeras características que as diferenciam. No entanto, apesar da flagrante verdade a qual … Continuar lendo Junho colorido (ou Combate à homofobia)

Depois que se é feliz o que acontece?

Queria saber: depois que se é feliz o que acontece? O que vem depois? Essa é uma indagação feita pela escritora Clarice Lispector que gira em torno daquilo que a maioria das pessoas diz perseguir durante a vida – a tal felicidade. Essa ideia de perseguição da felicidade, inclusive, pode nos remeter a algo que parece inalcançável. Se pensarmos bem, nós a buscamos todos os … Continuar lendo Depois que se é feliz o que acontece?

Tratado sobre elegância

Talvez muitos pensem apenas no quesito vestimenta quando se fala em elegância. Não raro, notamos o quanto uma pessoa é elegante pela roupa que veste somada à sua postura corporal. No entanto, ela vai muito além da roupa que usamos e da posição ereta e altiva que adotamos. Elegância abrange, sobretudo, o comportamento. Ela parece estar estreitamente ligada a uma certa simplicidade, discrição e delicadeza … Continuar lendo Tratado sobre elegância

Opinião formada sobre tudo.

Todo mundo tem opinião formada a respeito de tudo, no entanto digo-lhes que, por não ser todo mundo, nem sempre a tenho para dar. Dou tudo mais quanto quiser. Quanto a opinar e dizer só porque muitos dizem, recuso-me. Aprendi desde cedo que não devo fazer algo só porque outros o fazem. Quando criança, ao me dirigir até minha mãe a fim de pedir autorização … Continuar lendo Opinião formada sobre tudo.