Tia única

O telefone tocou às nove da manhã de um domingo ensolarado. Atendi às pressas, pois estava atrasada para um encontro marcado para ocorrer no parque da cidade. Faria duas horas de caminhada para aproveitar o sol ao tempo em que movimentaria o corpo inerte e preguiçoso depois de meses encalhada num glorioso sedentarismo. Do outro lado da linha, meu irmão relembrava-me do compromisso que assumi, dias antes, de almoçarmos juntos, o qual ocorreria dali algumas horas. Ao ouvir a confirmação de minha presença, vibrou e anunciou que me faria uma surpresa. Sem dúvidas, iria gostar muito, segundo as suas palavras.

– Ah irmão, por favor, adianta o assunto – sondei curiosa.

– Surpresa é surpresa – respondeu firme.

– Estava saindo de casa para ir ao parque quando você me ligou. Desembucha que vou chegar atrasada por sua culpa.

Sabendo que não desistiria fácil, resolveu dar uma prévia.

– Então, minha irmã, hoje você vai conhecer suas sobrinhas.

– É o quêeeeeeeee? Como assim? Por que não me disse nada antes?

– Sem mais, irmã. Aguardo você aqui meio dia em ponto.

Na certa, ele tinha dado início ao processo de adoção e ocultara de mim os acontecimentos. Fui para o parque saltitante e, se a previsão era que a caminhada durasse duas horas, durou apenas uma.

Cheguei em casa, tomei um “banho de gato” e às onze estava prontíssima para conhecer as novas integrantes da família.

É verdade, meu irmão falara em “sobrinhas”, no plural, e até então não havia me atentado para isso. Pensei que provavelmente tivesse adotado gêmeas ou crianças que, por serem irmãs, sofreriam muito com a separação. Olhei o relógio. Eram onze e cinco. Apenas cinco minutos havia passado enquanto conjecturava. Claro que entendi errado. Com certeza! Ele devia ter adotado apenas uma menininha.

Não aguentei, peguei o telefone:

– Irmão, já posso ir para sua casa? Não posso mais esperar para conhecer minhas sobrinhas. É isso mesmo né? São duas?

– Sim. São duas bonequinhas lindas. E antes que fique mais ansiosa, venha logo que estamos aguardando você.

Eufórica, toquei a campanhia. Meu irmão abriu a porta. Em seu colo, toda branquinha, fofinha e peludinha, estava Bete, para quem fui devidamente apresentada como a melhor irmã, tendo em vista ser a única, e recebi dela como cumprimento agudos latidos que indicavam o seu estranhamento diante da desconhecida.

-Bete, pelo amor de Deus, seja educada. Não é isso que papai está te ensinando nessa casa. Já disse que você deve se comportar tão elegantemente quanto à sua titia que acaba de chegar para uma visita.

Arregalei os olhos. E antes que perguntasse pelas crianças, minhas pretensas sobrinhas, ele disse:

– Entre irmã e fique a vontade. Sente-se e espere um pouco enquanto Gustavo termina de dar banho e secar os pelos de sua outra sobrinha.

– Ãaaaannnn? Os pelos? – indaguei boquiaberta.

– Sim irmã. Estou falando da Juju. Pensa numa cachorrinha custosa. Só aceita sair do banho depois de meia hora na banheira e, se não secamos seus pelos logo em seguida, ela corre nessa casa o tempo todo para chamar a nossa atenção. Estou desconfiado que ela gosta é do quentinho do secador.

Minutos depois, chega Juju no colo de Gustavo toda vestida de rosa e com lacinho na cabeça.

-Agora sim, filha. Está linda e à altura da titia.

Vira-se para mim e diz sério:

-Essas meninas são tão vaidosas quanto você.

Eu só quis morrer, mas estou aqui bem viva para contar essa história. Vai que minhas sobrinhas precisem de mim. Afinal de contas, sou tia única.

Escrito por

Meu nome é Maiara Veiga, moro em Brasília e tenho paixão pela leitura e pela escrita. Ler e escrever são para mim "vícios desde o início". Leio por prazer. Escrevo por necessidade e dom. Nesse espaço, quero compartilhar com vocês os maiores ensinamentos que extraio das leituras e da vida. Espero que gostem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s