Piedade pra essa gente careta e covarde!

Blues da piedade é uma composição de Cazuza, lançada em 1988, no disco Ideologia. Trata-se de uma das melhores músicas dele, que, na minha visão, sempre foi melhor poeta que intérprete.

Tenho um certo fascínio pela lucidez de seu raciocínio e sentimentos e também pela forma como apreendeu a atmosfera da hipocrisia que reinava a seu tempo. Por incrível que pareça, a mesma hipocrisia que reina aqui e agora.

A canção Blues da piedade inicia com uma batida que quer ser pesada e é gostosa e envolvente como que preparando o ouvinte para uma reflexão profunda.

Procure a música e escute a batida. Só a batida! Escute quantas vezes quiser… Eu disse só a batida… Agora, deixe-se embalar por ela… Antes que a voz de Cazuza apareça na canção, pause.

Continue… Continue lendo esse texto…

Agora eu vou cantar pros miseráveis
Que vagam pelo mundo derrotados
Pra essas sementes mal plantadas
Que já nascem com cara de abortadas
Pras pessoas de alma bem pequena
Remoendo pequenos problemas
Querendo sempre aquilo que não têm
.

Esses não são os miseráveis à espécie de Jean Valjean, personagem de Victor Hugo, que, movido pela fome da família, rouba um pão e é duramente condenado.

Cazuza menciona os miseráveis de espírito. Aqueles que vagam pelo mundo derrotados, remoendo seus fracassos, sucumbindo a eles, lamentando problemas ínfimos, reclamando ao tempo em que se resigna e aceita a mediocridade de viver.

Cazuza fala sobre aqueles que nascem com cara de abortadas, vivos de corpos, mortos de alma. Indiferentes para com a vida de cada dia.

Aqueles que acordam e nada fazem para aliviar suas dores, pelo contrário, aumentam as suas e as do mundo.

Ele se manifesta contra as pessoas de alma bem pequena que se prendem à miudeza das coisas e dos fatos e sempre ampliam o que não merece atenção. E contra àquelas que não enxergam a riqueza ao alcance das mãos por sempre desejar o que não lhes pertencem e, por isso, invejam, ferem, causam danos e matam.

Piedade, Senhor piedade!

Piedade aos que dizem ver a luz, mas não iluminam suas minicertezas e se acham os donos da razão e do mundo. E não escutam ninguém, e brigam, e ofendem, e ferem, e excluem.

Piedade aos que não suportam ser contrariados, contestados e não dialogam, mas atacam. Piedade aos que só aceitam os pensamentos dos outros quando coincidem com os seus próprios pensamentos. E não evoluem, não crescem, não andam…

Piedade aos que vivem contando dinheiro e se apegam à matéria tendo-a por eterna, enquanto o espírito carece, fenecem morre ou empobrece. Aos que não mudam quando é lua cheia.

Pra quem não sabe amar
Fica esperando alguém que caiba no seu sonho
Como varizes que vão aumentando
Como insetos em volta da lâmpada

Piedade aos que procuram um amor e não lutam nem fazem nada para mantê-lo, deixando-o escapar por falta de zelo, cuidado e preguiça, os quais reclamam não ter encontrado alguém que coubesse em seus sonhos, esquecendo-se que do outro lado há alguém que sonha e também espera ser amado e compreendido.

Piedade pra essa gente covarde!

Piedade para os caretas, os moralistas, os falsos moralistas! Aos que lutam por seus próprios interesses sob alegação de um bem maior e, por isso, se acham tão nobres e mais dignos.

Aos que fingem defender causas e são indiferentes com os necessitados que se encontram ao seu lado. Aos que se dizem pacíficos; bondosos; piedosos. Tende piedade!!!

Piedade dos que estão no mundo confusos. Piedade dos que perderam a viagem sem nada ter aproveitado!

Agora, todos podem apertar o play de seus dispositivos para ouvir, sentir o Blues da piedade e cantá-la em coro ou em forma de oração:

Vamos pedir piedade
Senhor, piedade!
Pra essa gente careta e covarde!

Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Lhes dê grandeza e um pouco de coragem

Cantemos juntos, afinal, somos iguais em desgraça e em tudo o mais!

Piedade para essa gente indecente, hipócrita e prepotente!

Piedade para todos nós!

Categorias:Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s